Gírias Gaúchas


Thaís Stein
Thaís Stein
Bacharel em Publicidade e Propaganda

Gaúchos têm um jeito especial de falar, com seu sotaque forte e gírias únicas.

Além do “bah” e do “tchê” que já são muito conhecidos, existem diversas outras gírias que não fazem muito sentido para o resto do país. Então, para que você não se perca ao falar com um gaúcho, montamos uma lista com 25 gírias e expressões famosas entre eles!

1. Abichornado

Abichornado é o mesmo que triste, desanimado ou amoado.

O que aconteceu que você está assim abichornado?

2. Afudê

Quer dizer que algo é muito bom, legal.

A festa de ontem foi bem afudê.

3. Arreganho

Arreganho é o mesmo que zoeira, que brincadeira.

Para de arreganho com a minha cara.

4. Arriar

Também significa fazer graça de alguma coisa, zoar da cara de alguém.

Para de arriação, menino.

5. Atucanado

É o mesmo que estar preocupado, com a cabeça cheia de problemas.

To atucanado com essa história.

6. Bah

É uma expressão usada em praticamente todas as frases, e que não tem um significado específico. Serve para enfatizar alguma reação ou sentimento, como tristeza, dúvida ou alegria. É usado assim como o “uai” dos mineiros ou o “oxe” dos baianos.

Bah, não acredito que tu veio hoje, que felicidade.

Bah, mas não sabia que ia estar frio assim.

7. Bergamota

Bergamota é o modo como os gaúchos chamam a tangerina ou mexerica.

Vamos lá pegar bergamota do pé?

8. Boca aberta

É uma pessoa sonsa, lerda ou burra.

Menina, deixa de ser boca aberta e recolhe essas coisas que você derrubou.

9. Cacetinho

É o modo como os gaúchos chamam o pão francês, ou pão de sal.

Vai na padaria e compra uns cinco cacetinhos, por favor.

10. Cair os butiá do bolso

É a expressão usada para dizer que você está assustado, surpreso com algo. Essa surpresa pode ser tanto boa quanto ruim. A gíria surgiu porque butiá é uma fruta muito pequena, e se você carregar ela no bolso e fizer uma parada brusca, ela pode cair.

Meu deus, aquela mulher lá é de cair os butiá do bolso de tão bonita.

11. Chinelagem

Algo ruim, fraco, bagunçado ou desanimado. Uma pessoa chata também pode ser chamada de chinelo.

Aquela festa de ontem foi uma chinelagem.

12. Deitar o cabelo

É o mesmo que sumir, desaparecer, fugir.

Ih, aquele cara encrenqueiro ta chegando, vou ter que deitar o cabelo.

13. Esgualepado

É o mesmo que machucado, ferido.

Caí ontem e to todo esgualepado.

14. Frio de renguear cusco

Para os gaúchos, rengo é o mesmo que algo torto ou empenado, enquanto cusco é um modo como os gaúchos chamam os cachorros. Então um frio de renguear cusco seria o mesmo que muito frio, tão frio que entortaria os cachorros.

Mas essa noite fez um frio de renguear cusco, bah.

15. Gringo

É o modo como os gaúchos chamam os descendentes de italiano que moram na serra gaúcha. Segundo os gaúchos, os gringos são mãos-de-vaca.

Aquele gringo comprou no meu mercadinho e nunca me pagou.

16. Guaipeca

É o modo como os gaúchos chamam cachorros, geralmente vira-latas.

Vamos passear, guaipeca.

17. Lagartear

Lagartear é o mesmo que ficar no sol.

Hoje quero ficar o dia todo lagarteando.

18. Negrinho

É o modo como os gaúchos chamam o brigadeiro.

Minha mãe vai fazer negrinho hoje a tarde.

19. Pechada

Pechada é o mesmo que batida, um acidente que envolve dois carros, ou pessoas colidindo.

Vi duas crianças dando uma pechada ali na rua.

20. Prenda

É como os gaúchos chamam suas mulheres.

Vai sair com sua prenda hoje?

21. Rengo

É algo capenga, mal feito, acabado.

Meu carro ta todo rengo, quase nem anda.

22. Taipa

É aquela pessoa sonsa, que nunca entende nada. Outras gírias para isso são “mongolão”, “tcho” ou “tanso”.

Deixa de ser taipa, menino.

23. Tchê

O tchê funciona do mesmo modo que o “bah”, sendo usado no início ou final de frases, para chamar a atenção.

Tchê, mas você viu aquela pechada na rua ontem?

24. Tri

É uma expressão usada para dar intensidade as coisas, para que elas pareçam maiores ou melhores. Para isso, basta adicionar o termo “tri” na frente da palavra que você deseja intensificar.

A festa ontem foi tri legal.

25. Trovar

Trovar é o mesmo que chavecar, que dar em cima de alguém.

Aquele menino passou a noite toda me trovando, acredita?

Agora que você conheceu essas gírias gaúchas, veja também:

Thaís Stein
Thaís Stein
Formada em Publicidade e Propaganda pela Universidade Federal do Espirito Santo (UFES).