Bodas de Casamento


Mariana Lapeloso
Mariana Lapeloso
Caçadora de memes

As bodas de casamento são os nomes dados para os aniversários de matrimônio. Ou seja, cada boda representa um ano específico da união. De acordo com o costume popular, é atribuído um elemento para cada boda de casamento.

Diferente do que muitas pessoas pensam, existem nomenclaturas de bodas para até os 100 anos de casamento. Confira aqui algumas delas e veja em qual você se encaixa junto com seu par.

Bodas anuais de casamento

A partir daqui as bodas começam a ser comemoradas anualmente. A ideia é que a cada ano completado corresponda a um material mais resistente que o anterior.

  • Bodas de Papel (1 ano de casamento): Ganhou esse nome por ser um objeto bem frágil e representar o primeiro ano de matrimônio;
  • Bodas de Algodão (2 ano de casamento): Um pouco mais firme que o papel, mas ainda frágil, o algodão orna o segundo ano de casamento;
  • Bodas de Trigo (3 anos de casamento): O trigo é uma planta bastante sensível, sendo um pouco mais resistente que o algodão. Por isso ela representa o terceiro ano de casamento;
  • Bodas de Linho (4 anos de casamento): O linho ainda segue numa linha frágil, mas simboliza uma resistência maior em comparação aos outros anos. Por isso, o linho foi escolhido para representar o quarto ano de casamento.
  • Bodas de Madeira ou Ferro (5 anos de casamento): Tanto a madeira quanto o ferro são materiais com bastante resistência, por isso ela marca o quinto ano de casamento. Significando que o matrimônio conseguiu adquirir anos sólidos e duradouros.
  • Bodas de Perfume ou Açúcar (6 anos de casamento): Os elementos foram escolhidos por conta da combinação que os dois representam: a essência da vida e o doce que ela traz. Por isso elas se tornam companheiras num casamento de seis anos.
  • Bodas de Latão ou Lã (7 anos de casamento): Os elementos foram escolhidos porque a lã é um objeto maleável e confortável, enquanto o latão por mais duro que seja, ele é resistente a manchas ou estragos.
  • Bodas de Papoula ou Barro (8 anos de casamento): O barro significa a maleabilidade que o casal deve ter na vida a dois e a conservação do amor, cumplicidade, lealdade e outros adjetivos ligados ao matrimônio.
  • Bodas de Cerâmica ou Vime (9 anos de casamento): Por mais que sejam dois materiais frágeis, eles são bastante duradouros se bem cuidados. Eles são o símbolo da resistência da união do casal.
  • Bodas de Estanho (10 anos de casamento): O estanho marca os dez anos de um casal. Sendo um metal maleável, ele representa a maleabilidade que uma vida a dois tem com os problemas do cotidiano, mas sempre o contornando de modo firme.
  • Bodas de Aço (11 anos de casamento): O aço foi escolhido para comemorar o décimo primeiro aniversário de casamento por ser um material bastante resistente. Para este caso, recomenda-se ter a família por perto por ser um grande suporte para o casal.
  • Bodas de Seda ou Ônix (12 anos de casamento): A escolha da seda se dá por conta da sutileza, suavidade e riqueza. Enquanto o ônix, que é uma pedra preciosa, é rara e delicada, representando esses adjetivos no casamento.
  • Bodas de Renda (13 anos de casamento): A boda de renda marca os treze anos de casamento e teve o tecido escolhido para representar a transparência que existe entre o casal.
  • Bodas de Marfim (14 anos de casamento): O Marfim é um elemento encontrado em presas de elefantes e morsas, por exemplo.Dado o seu extremo valor e resistência, o casal é representado pelo objeto por já ter criado uma relação bastante concreta.
  • Bodas de Cristal (15 anos de casamento): A pedra de cristal é conhecida por ser uma joia de bastante sólida, de uma nobreza enorme e bastante transparente. Por isso, ela foi escolhida para representar o casal, que já estabeleceu muitos dos adjetivos nesses anos de casamento.
  • Bodas de Turmalina(16 anos de casamento): A Turmalina é uma pedra que ganha bastante variações ao redor do mundo, podendo ter cores vibrantes e vivas. Os dezesseis anos do casal é representado pela pedra por conta da vivacidade e felicidade que ronda o casamento.
  • Bodas de Rosa (17 anos de casamento): A rosa é uma das flores que representa o mundo romântico, casais e o amor. Ela, sendo o símbolo do décimo sétimo aniversário de casamento, relembra e revive todo o romantismo do casal.
  • Bodas de Turquesa (18 anos de casamento): O turquesa remete ao azul, seja do céu ou do mar, que são duas coisas que passam por muitas mudanças, como a água agitada e as tempestades do céu. Mas eles sempre melhoram no fim das contas, o que reflete no casal que precisa aprender a lidar com esses desafios.
  • Bodas de Cretone ou água-marinha (19 anos de casamento): Assim como o cretone, que é um tecido muito forte, o casamento para chegar aos dezenove anos precisou passar por muita coisa para adquirir essa resistência. A pedra água-Marinha, é a mesma coisa, sendo considerada uma das mais resistentes.
  • Bodas de Porcelana (20 anos de casamento): Assim como o objeto, se bem cuidado, o casamento pode durar por longos anos. É por isso que a porcelana foi escolhida para representar o vigésimo aniversário de casamento, se bem cuidado, a porcelana durará bastante.
  • Bodas de Zircão (21 anos de casamento): Apesar de não ser tão valioso quanto o diamante, o zircão é bastante resistente e transparente. Assim como uma relação de mais de vinte anos deve ser, a ponto do casal poder confiar um ao outro sem problema.
  • Bodas de Louça (22 anos de casamento): A louça é um conjunto de pratos, copos, xícaras e afins, usado para servir e acomodar comidas e bebidas. É o significado que o casal passou por muita coisa, mas ainda se mantém firme em sua relação matrimonial.
  • Bodas de Palha (23 anos de casamento): A palha tem diversas utilidades, como artesanato e combustível, para fazer o fogo queimar. Ele foi escolhido porque representa as múltiplas coisas que o casal pode construir pela frente, com suas inúmeras utilidades.
  • Bodas de Opala (24 anos de casamento): O casamento de 24 anos significa que mais um ano se passou da sua "pedra preciosa", assim como o nome da pedra já diz. Ela representa o afloramento que o casal terá que passar nesses anos de matrimônio.
  • Bodas de Prata (25 anos de casamento): A boda mais comemorada, a prata representa o casal moldado um ao outro, mas sem perder sua individualidade. Quanto mais polido, mais bonito fica, assim como a peça de metal.
  • Bodas de Alexandrita (26 anos de casamento): É considerada uma das pedras mais caras, ela passa por diversas modificações e fases para chegar ao seu material final, que é bastante resistente. É como um casamento durante esses 26 anos.
  • Bodas de Crisopázio (27 anos de casamento): A pedra hoje é bastante difícil de se encontrar, se tornando rara, mas na antiguidade era facilmente comparada com ouro. Por isso a escolha da pedra para a celebração do vigésimo-sétimo casamento, já que tanto tempo requer cuidados de uma pedra valiosa e é difícil de encontrar algo assim.
  • Bodas de Hematita (28 anos de casamento): A pedra que é conhecida como diamante-negro, é o símbolo da coragem e da felicidade. Coisa que um casamento precisa ter para ser tão duradouro.
  • Bodas de Erva (29 anos de casamento): Um casamento que dura há tantos anos lembra diversos aromas e sentimentos que se passaram, assim como as ervas em um delicioso chá, por exemplo. As ervas representam a lembrança de diversos momentos passados na vida matrimonial, trazendo à tona os sentimentos de todos esses anos.
  • Bodas de Pérola (30 anos de casamento): A intenção dessas bodas é renovar os votos e comparar o matrimônio as pérolas, que são resultados de inflamações causadas por substâncias estranhas que entram nas ostras. Isso remete o casamento que teve que passar por diversas adversidades para o casal chegar onde chegou.
  • Bodas de Nácar (31 anos de casamento): A substância que é calcária, branca, dura e brilhante, é a referência do trigésimo-primeiro ano de casados, isso porque ela remete a um casamento feliz, duro contra as adversidades e um brilho originado pela felicidade.
  • Bodas de Pinho (32 anos de casamento): Para os celtas irlandeses, o pinheiro era a árvore da família e do nascimento. Para chegar a esse estado, ela passa por diversas mudanças e se torna cada vez mais resistente. Exatamente como um casamento.
  • Bodas de Crizo (33 anos de casamento): Crizo é o nome dado para uma cor cinza, proveniente do fogo. É usada a metáfora da fênix, ave que ressurge das cinzas para viver mais uma vez. No casamento, o amor deve ressurgir diversas vezes para se manter cada vez mais forte.
  • Bodas de Oliveira (34 anos de casamento): A oliveira, árvore que dá a azeitona, é o símbolo da paz, tranquilidade e perseverança. Até hoje, a planta é importante na vida de muitas pessoas, uma vez que ela dá o fruto que se torna o azeite. Dado os adjetivos, o casamento para chegar aos 34 anos de existência, deve seguir esse caminho.
  • Bodas de Coral (35 anos de casamento): O coral marinho passa por uma amadurecimento e fortificação, para conseguir sobreviver nas vida marítima, salvando muitas espécies que se alimentam dele. No casamento, a fortificação e o amadurecimento do casal é muito importante para tantos anos de matrimônio.
  • Bodas de Cedro (36 anos de casamento): Uma árvore de grande porte, o cedro pode atingir uma altura de 20 a 25 metros só em seu tronco, se tornando bem sólida em sua vida. Por isso as bodas remetem a árvore, por conta de um casamento sólido e com longevidade.
  • Bodas de Aventurina (37 anos de casamento): A Aventurina é uma pedra, variada do quartzo, que pode ser encontrada aqui no Brasil. Ela pode ser bastante resistente e representar a força dos casais.
  • Bodas de Carvalho (38 anos de casamento): Sendo a árvore mais antiga da floresta, ela representa a sabedoria do casal que é usada para enfrentar diante as adversidades e os impasses da vida.
  • Bodas de Mármore (39 anos de casamento): Assim como a pedra, após tantos anos juntos, o casamento precisa de uma polida, uma repaginada. E é por isso que o mármore representa os casais que ficam juntos até essa boda, porque eles precisam brilhar para seguir neste caminho.
  • Bodas de Esmeralda (40 anos de casamento): A pedra verde foi escolhida por uma tradição egípcia. Segundo os antigos egípcios, a esmeralda é uma pedra que aviva o coração e estimula o renascimento. Depois de tantos anos, o casamento precisa se manter vivo e renascido para seguir em frente.
  • Bodas de Seda (41 anos de casamento): O responsável pela produção do fio, o bicho-da-seda trabalha muito antes dala chegar em sua forma final. A metáfora pode ser aplicada ao casamento, que mostra os casais trabalhando através da vida toda para criar algo bastante valioso.
  • Bodas de Prata Dourada (42 anos de casamento): Apesar do meio termo (nem tão dourado nem tão prata), o artefato foi escolhido pelo Papa e ficou extremamente conhecido, uma vez que apenas pescadores o detinham. Ele representa a vibração, a inteligência e a nobreza encontrada em um matrimônio depois de tanto tempo.
  • Bodas de Azeviche (43 anos de casamento): O azeviche é uma espécie de carvão bastante duro, mas que se polido consegue ser moldado para ser utilizado em diversas finalidades. Assim como o objeto, o casamento pode ser complicado, mas se for levado com calma, paciência e destreza, ele pode durar por longos e longos anos.
  • Bodas de Carbonato (44 anos de casamento): O elemento carbonato é usado para auxiliar na cicatrização de ferimentos e é composta por pequenos cristais. Na vida matrimonial ele remete ao casal que precisar lidar com suas feridas e com a solidez que isso trás ao casamento.
  • Bodas de Rubi (45 anos de casamento): O rubi é uma das pedras mais resistentes encontradas na natureza, por isso ela é o símbolo das bodas de 45 anos. Ela é uma metáfora para a enorme resistência que o casal adquiriu nessas 4 décadas de casamento.
  • Bodas de Alabastro (46 anos de casamento): Lembrando um pouco o mármore branco, a escolha do alabastro se dá pela associação a prosperidade, nobreza e fartura. Um casamento, depois de tantos anos, ainda conta com esses elementos dentro da sua relação.
  • Bodas de Jaspe (47 anos de casamento): O jaspe é uma pedra dura e opaca, se tornando bastante resistente. Ela representa um casamento bem forte e que não se abala com as coisas da vida.
  • Bodas de Granito (48 anos de casamento): O granito é uma pedra resultante da mistura de vários elementos. No matrimônio, ela representa as misturas durante a vida dos casados e a força, beleza e resistência que o casal encontrou.
  • Bodas de Heliotrópio (49 anos de casamento): A pedra de heliotrópio tem o nome dado pelos antigos gregos, numa tradução livre 'direção do sol'. Seu reflexo pode refletir em diversas direções a luz em uma cor avermelhada. Ela é uma pedra ligada a vitalidade e, por isso, ganhou sua relação ao matrimônio.
  • Bodas de Ouro (50 anos de casamento): Uma das bodas mais comemoradas ao redor do mundo, o ouro é o metal mais valioso encontrado. As bodas estão relacionadas a sua rigidez, alto valor e durabilidade, como um casamento deve ser ao chegar nesta marca.
  • Bodas de Bronze (51 anos de casamento): A escolha do bronze para representar os cinquenta e um anos de casado se dá por conta da resistência do metal, que é estrutural, e por ser um material bastante difícil de ser corroído.
  • Bodas de Argila (52 anos de casamento): A argila é um tipo de barro que se muito bem moldado, pode se tornar as mais diversas e bonitas peças que encontramos por aí. No matrimônio, ela é a representação de um casamento esculpido e moldado com um final feliz.
  • Bodas de Antimônio (53 anos de casamento): O antimônio é um metal que consegue formar outros itens, dependendo da sua fabricação. Sua maleabilidade é comparada ao casamento, que precisa ser mais flexível para alcançar outros patamares.
  • Bodas de Níquel (54 anos de casamento): As pessoas conhecem o níquel por ser um metal bastante resistente e usado para a fabricação de moedas. Ela é escolhida para representar o casamento pela resistência e pelo valor que tem.
  • Bodas de Ametista (55 anos de casamento): A ametista é uma variação do quartzo, com uma cor voltada para o lilás/roxo. Ela é a representação da evolução espiritual que o casal passa durante esses anos de casamento.
  • Bodas de Malaquita (56 anos de casamento): Cleópatra chegou a usar o mineral escolhido para representar os cinquenta e seis anos de casamento. Ela, por ser um mineral usado para produção de cosmético usado na antiguidade, representa a harmonia e o amor.
  • Bodas de Lápis Lazuli (57 anos de casamento): Essa pedra foi encontrada sete mil anos antes de Cristo. Por ser translúcida e bem clara, ela representa a transparência no casamento entre o casal.
  • Bodas de Vidro (58 anos de casamento): O vidro é uma matéria prima que vem da junção do calor e de areia, se tornando frágil, mas bastante útil. Além de que ele pode se moldar a diversos objetos na vida. Num casamento, apesar de toda a fragilidade, ele sempre se reinventa e se torna cada vez mais sólido.
  • Bodas de Cereja (59 anos de casamento): A fruta é facilmente associada ao amor, por ser uma fruta bastante exótica. Sua cor vermelho vivo remete ao amor. O sabor de seu suco leva o nome de "primeiro gosto do amor", por isso está relacionado as bodas.
  • Bodas de Diamante (60 anos de casamento): Por ser uma joia bem dura e rara, os sessenta anos de casamento são representados por essa pedra devido um casamento ter resistido às seis décadas de existência.
  • Bodas de Cobre (61 anos de casamento): O cobre é um dos metais mais antigos que existem, além de representar Vênus, a deusa romana do amor. Tudo a ver com um casamento tão antigo, não é?!
  • Bodas de Telurita (62vanos de casamento): A telurita é uma pedra que surge da combinação de vários materiais. Ela é conhecida por ser uma padra estabilizadora, por isso é ligada as bodas de casamento.
  • Bodas de Sândalo ou Lilás (63 anos de casamento): As fragrâncias encontradas na árvore de sândalo fazem com que elas fiquem cada vez mais deliciosas no decorrer dos anos, Além de durar muito tempo. Exatamente como no matrimônio!
  • Bodas de Fabulita (64 anos de casamento): A fabulita, segundo lendas indígenas, é considerada a pedra do amor. Por isso ela representa todos os bons sentimentos que existem em um casamento.
  • Bodas de Pérola Negra (65 anos de casamento): Considerada a pedra mais rara da natureza, são poucos casais que chegam a comemorar essas bodas. Por isso, a pérola negra foi a escolhida para representar o casamento.
  • Bodas de Ébano (66 anos de casamento): Por sua raridade e densidade muito forte, o ébano foi escolhido para representar os 66 anos de casamento.
  • Bodas de Neve (67 anos de casamento): A neve é um dos fenômenos mais vislumbrados pelo mundo, por conta de sua beleza. Por isso, ela representa o matrimônio, que assim como a neve, tantos anos de casados causa beleza aos olhos de outras pessoas.
  • Bodas de Chumbo (68 anos de casamento): Mais um elemento bastante maleável, o chumbo representa o casamento e todas as diversidades que foram superadas.
  • Bodas de Mercúrio (69 anos de casamento): O mercúrio, geralmente, é usado para formar liga com outros metais. Por isso, representa os 69 anos de casamento, que cria e forma elos com a sua família.
  • Bodas de Vinho (70 anos de casamento): Assim como o vinho, que quanto mais envelhecido, melhor fica, o casamento pode ficar cada vez melhor com longas décadas.
  • Bodas de Zinco (71 anos de casamento): O zinco é usado para evitar que peças de metal sejam enferrujadas. Com 70 anos de casamento, o casal deve seguir intacto contra as 'ferrugens' da vida.
  • Bodas de Aveia (72 anos de casamento): Um cereal muito rico em diversos nutrientes, a aveia representa a fortificação do casamento no decorrer dos anos.
  • Bodas de Manjerona (73 anos de casamento): A manjerona é uma erva que pode ter um sabor mais voltado para o doce ou para o cítrico. Ela representa o casamento por essa linha tênue entre o doce ou o azedo, mas sempre dando um ótimo gosto para os pratos em que é usado. Assim como o casamento, que passa por adversidades e momentos felizes.
  • Bodas de Macieira (74 anos de casamento): A maçã é uma fruta bastante suculenta, ela representa o casamento por ser uma fruta que, muitas vezes, ambos os lados se parecem bastante. Além disso, ela é uma fruta ligada a fertilidade.
  • Bodas de Brilhante (75 anos de casamento): É uma das bodas mais cobiçadas pelos casais, pois a lapidação do brilhante pode gerar uma joia de 57 faces. É como todas as faces do casamento, expostas de modo claro.
  • Bodas de Cipreste (76 anos de casamento): Cipreste é o nome dado para uma cadeia de árvores semelhantes ao pinheiro. Ela pode ser relacionada a família que o casal construiu durante a vida.
  • Bodas de Alfazema (77 anos de casamento): Conhecida também por lavanda, a alfazema tem um cheirinho encantador e bem característico, que é facilmente reconhecido. No casamento, uma união tão duradoura é capaz de encantar muita gente por aí.
  • Bodas de Benjoim (78 anos de casamento): O benjoim é um óleo usado para a cura de laringite aguda e inflamação da garganta. Conhecido como o "balsamo do monge", ele representa as curas pelo qual o casamento passou no decorrer de quase 8 décadas.
  • Bodas de Café (79 anos de casamento): O café é uma bebida quente e que atrai muitos apaixonados ao redor do mundo, além de ter um dos melhores cheiros já sentidos. Com isso, ele aqui representa essa comodidade, além do 'fogo' e sua lembrança característica por um casamento tão duradouro.
  • Bodas de Nogueira ou Carvalho (80 anos de casamento): Graças a sua impermeabilidade, o tipo de madeira foi escolhido para representar os 80 anos de casamento. Isso porque, para um casamento durar tanto tempo, ele precisa se tornar impermeável a diversas adversidades da vida.
  • Bodas de Cacau (81 anos de casamento): O cacau é a principal matéria-prima do chocolate. Ela representa o casamento porque depois de sua transformação, já que dizem que a fruta é um tanto cítrica, ela se torna um dos doces favoritos das pessoas.
  • Bodas de Cravo (82 anos de casamento): O cravo pode ser um grande aliado em necessidades antissépticas, além de deixar um cheiro bastante característico. Sua resistência e suas propriedades quase que medicinais podem ser comparadas com o casamento por conta da ajuda que o casal pode oferecer um ao outro.
  • Bodas de Begônia (83 anos de casamento): As begônias são flores de cores exuberantes e claramente atraentes por conta disso. Aqui, ela pode ser comparada aos oitenta e três anos de casamento, por facilmente trazer a atenção de pessoas para um relacionamento duradouro.
  • Bodas de Crisântemo (84 anos de casamento): Em grego, crisântemo significa 'flor de ouro', o que pode dar a explicação da sua representação. Uma flor tão delicada e que representa algo resistente é a denominação perfeita para um casamento. Cheio de delicadezas, mas que perdura há mais de oito décadas.
  • Bodas de Girassol (85 anos de casamento): O girassol é conhecido como uma flor que segue a luz do Sol, ou seja, sempre de frente para a luz. No casamento, uma relação que dura tanto tempo tem que estar sempre voltada para a luz, alegria, felicidade para durar tanto tempo.
  • Bodas de Hortênsia (86 anos de casamento): A hortênsia é uma flor muito bela e que tem um significado extremamente bonito. Ela está ligada a devoção, coragem e pureza de sentimento, tudo ligado a um casamento tão duradouro não é?
  • Bodas de Nogueira (87 anos de casamento): A madeira proeminente da nogueira é muito resistente e usada para a fabricação de móveis. Sua árvore pode chegar a 25 metros de altura e sua relação com o casamento é exatamente essa: longa e bastante resistente.
  • Bodas de Pêra (88 anos de casamento): Como uma fruta com tantos benefícios pode ser comparada ao matrimônio? Simples, pois assim como a pêra, o casal tem o dever de ajudar e amparar um ao outro, trazendo diversos benefícios para o casamento.
  • Bodas de Figueira (89 anos de casamento): A figueira é a primeira planta descrita na Bíblia. Para os judeus ela é uma fruta sagrada, por isso a relação com o matrimônio. Se seu casamento é sagrado para si, ele durará por longos e longs anos.
  • Bodas de Álamo (90 anos de casamento): O álamo é uma cadeia de árvores da qual pertence o Salgueiro. Sua relação com o matrimônio se dá pois essas árvores são bastante resistentes a incêndios, o que representa a força do casamento.
  • Bodas de Pinheiro (91 anos de casamento): O pinheiro é uma árvore que tem uma grossa e escamosa casca, num casamento, essa resistência pode se dar aos longos anos que o casal está junto e resistindo a todas as adversidades da vida.
  • Bodas de Salgueiro (92 anos de casamento): Sendo bastante resistente, a relação ao casamento vem da enorme árvore que pode resistir a incêndios.
  • Bodas de Imbuia (93 anos de casamento): A árvore que pode viver por até 500 anos é um bom argumento para relacionar aos noventa e três anos de casamento.
  • Bodas de Palmeira (94 anos de casamento): Tão comprida, podendo a alcançar até vinte metros, a palmeira é relacionada ao casamento por conta do seu longo tronco. Longevidade para o casal!
  • Bodas de Sândalo (95 anos de casamento): Com uma madeira ideal para fazer esculturas entalhadas e com um aroma único, o sândalo é uma ótima relação ao casamento. Sua resistência e adjetivos característicos se igualam ao matrimônio de forma ideal.
  • Bodas de Oliveira (96 anos de casamento): Assim como as bodas de 34 anos, as bodas de oliveira tem o mesmo significado. A oliveira remete ao símbolo da paz, tranquilidade e perseverança. Um casamento precisa muito desses adjetivos para seguir numa relação maravilhosa!
  • Bodas de Abeto (97 anos de casamento): O abeto é uma árvore que pode variar entre 5 e 60 metros, além das suas folhas lembrarem uma agulha para proteção da mesma. No casamento, precisa-se de proteção, é por isso que seus galhos (o casal) precisam proteger o matrimônio.
  • Bodas de Pinheiro (98 anos de casamento): Assim como o aniversário de 91 anos, o de 98 segue a mesma linha. O pinheiro é alto e com uma grossa casca. No casamento, isso refere-se a proteção.
  • Bodas de Salgueiro (99 anos de casamento): Assim como as bodas de 92 anos, a penúltima comemoração segue a mesma linha.Sendo bastante resistente, a relação ao casamento vem da enorme árvore que pode resistir a incêndios.
  • Bodas de Jequitibá (100 anos de casamento): A árvore que tem um dos exemplares mais antigos aqui no Brasil, de 3.000 anos, é a referência para o casamento por conta da sua idade. Um casamento que dura muito, trazendo felicidade, amor e cumplicidade para toda a família!

Bodas mensais de casamento

Também conhecido por "mêsversário", aqui nomeamos todas as bodas dos onze primeiros meses de casamento. Saiba qual o material de cada mês e celebre o seu aniversário de casamento com quem você escolheu para passar o resto da vida.

  • 1 mês de casamento - Bodas de Beijinho: O doce beijinho foi escolhido por ser o primeiro mês de casamento e ser aquela coisa bem romântica entre os casais. Uma coisa bem "melosa".
  • 2 meses de casamento - Bodas de Sorvete: O sorvete simboliza o segundo mês de casamento, dando aquela "esfriada" pós-casório e que mostra para o casal que chegou a hora de curtir a vida à dois.
  • 3 meses de casamento - Bodas de Algodão-doce: É hora de comemorar esses doces três meses de casamento que você e o seu par estão compartilhando. A escolha do algodão-doce é para representar a leveza e a doçura dos meses já vividos.
  • 4 meses de casamento - Bodas de Pipoca: A pipoca mostra como o relacionamento pode mudar, assim como o milho que se torna o alimento, uma vez que ainda não há aquela estabilidade na confiança de ambos.
  • 5 meses de casamento - Bodas de Chocolate: Representando um período de boas novas, de energia e de rotina reinventada, o casal está cada vez mais próximo de comemorar seu primeiro ano juntos.
  • 6 meses de casamento - Bodas de Pluminha: O casal está vivendo numa leveza, como a pluma, completando metade de um ano juntos. Por isso a pluma foi escolhida para representar esse momento importante.
  • 7 meses de casamento - Bodas de Purpurina: Lembrando do brilho que o casal emana ao se aproximar de uma data tão importante, a boda de pupurina traz à tona esse significado. É algo que lembra a alegria também.
  • 8 meses de casamento - Bodas de pompom: Com os objetos que lembram algo fofo e amável, as bodas de pompom significam a alegria, o calor e a fofura do casal na vida de casados.
  • 9 meses de casamento - Bodas de Maternidade: Por remeter ao tempo de uma gestação, o casal está mais feliz e concretizado nessa altura do campeonato. O que faz com que eles criem planos para o futuro.
  • 10 meses de casamento - Bodas de Pintinhos: Remetendo ao período que um pintinho esteve protegido em sua casca, mas se liberta, o casal agora já está querendo planejar uma vida mais doméstica e com muito mais felicidade.
  • 11 meses de casamento - Bodas de chicletes: Apesar das diferenças, o casal aprende a se aceitar. É como a sensação de mascar um chiclete: bom, gostoso, prazeroso, mas que as vezes pode incomodar um pouquinho.

Afinal, o que são as bodas?

A palavra boda vem do latim "vota", que significa promessa ou voto na língua. Hoje ela se refere aos votos matrimoniais e é como uma representação do que isso significa para o casal em um momento tão importante.

O costume de comemorar as bodas surgiu ainda Idade Média e acredita-se que suas representações, como papel, ferro, ouro, etc, sejam para marcar um casamento cada vez mais resistente e duradouro com o decorrer dos anos.

A ideia é mostrar que quanto mais tempo se passa, mais resistência o casamento cria e os cônjuges se mantenham unidos diante dos obstáculos que uma vida a dois pode oferecer. Assim como os bons momentos que serão lembrados, fortalecendo essa ideia.

Apesar de todas as bodas terem ganhado nomes, as mais comemoradas são as bodas de 25 e 50 anos (bodas de prata e de ouro).

Confira outros significados de:

Mariana Lapeloso
Mariana Lapeloso
Estudante de jornalismo e caçadora de memes nas horas vagas.