Conheça as gírias antigas de cada década e o que elas significam


As gírias usadas em cada época são capazes de nos dar uma ideia de como eram as gerações passadas. Mas apesar delas ficaram ultrapassadas muito rápido, algumas gírias antigas são tão boas e inusitadas que deveriam continuar sendo usadas até hoje.

Se você concorda com a gente, entre na nossa máquina do tempo e dê uma olhada nessa lista com algumas das melhores gírias antigas de cada década e seus significados.

Gírias da década de 50

Barbeiro

Bafafá

É o mesmo que confusão ou bagunça.

- Que bafafá é esse?

Barbeiro

É um motorista ruim, que não sabe dirigir direito.

- Ô barbeiro, sai da frente!

De onde veio a gíria? Essa gíria remete aos tempos onde os barbeiros não eram responsáveis apenas pelo corte de cabelo das pessoas, mas também removiam calos, extraíam dentes, entre outras coisas. Acontece que geralmente eles não prestavam esses serviços muito bem, deixando consequências desagradáveis para os seus clientes. Então, o termo barbeiro começou a ser usado para qualquer atividade que fosse mal feita, e depois passou a ser mais relacionada aos motoristas que dirigem mal.

Chá de cadeira

Tomar um chá de cadeira é o mesmo que ter que ficar esperando por muito tempo.

- Minha namorada me deu um chá de cadeira hoje.

De lascar o cano

É o mesmo que dizer que algo é muito ruim.

- Essa minha situação está de lascar o cano.

Marcar touca

Significa perder uma oportunidade, dar bobeira.

- Claro que você não ia conseguir aquele emprego, fica aí marcando touca.

Na boca de espera

É quando você está prestes a conseguir alguma coisa.

- Estou na boca da espera pra ganhar aquele aumento.

Gírias da década de 60

gírias anos 60

Boa pinta

É o mesmo que dizer que a pessoa é bonita, de boa aparência.

- Aquele aluno novo é boa pinta.

Borogodó

Significa charme, sensualidade.

- Ele pode não ser tão bonito, mas tem borogodó.

Broto

É o mesmo que garota bonita.

- Aquela menina é um brotinho.

Bulhufas

Significa o mesmo que nada, coisa nenhuma.

- Não entendi bulhufas do que você disse.

Cafona

Uma coisa cafona é algo fora de moda, brega.

- Não acredito que você comprou essa blusa cafona.

Dar tábua

Significa se recusar a dançar.

- Já sabia que o João ia dar tábua.

Duvi-de-o-dó

É o mesmo que duvidar veemente de algo.

- Até parece que você vai se casar. Duvi-de-o-dó.

Fogo na roupa

É o mesmo que uma situação ou pessoa complicada.

- Essa menina é fogo na roupa.

Lelé da cuca

Uma pessoa lelé da cuca é alguém doido, maluco. 

- O vovô já está lelé da cuca.

Pão

É o mesmo que homem bonito.

- O Jorginho é um pão.

Papo furado

Significa conversa fiada, que não vai dar em nada.

- Não me venha mais com papo furado.

Sebo nas canelas!:

É usado para dizer que uma pessoa tem que correr, se apressar. 

- Sebo nas canelas que o cachorro está vindo atrás da gente.

De onde vem a gíria? Algumas décadas atrás, eram realizadas muitas corridas de meninos no Ceará. Acontece que algumas pessoas descobriram que ao passar sebo de carneiro na perna deles, eles eram capazes de correr mais rápido. Isso porque o sebo começava a esquentar e arder a pele dos meninos, mas se eles corressem rápido, o vento aliviava esse ardor. Por isso eles corriam o mais rápido que podiam.

Gírias da década de 70

Gírias dos anos 70

Arquibaldos

São os torcedores que assistem os jogos das arquibancadas.

- Os arquibaldos estavam agitados hoje.

Barra pesada

É o mesmo que uma pessoa ou situação difícil de lidar, ou mesmo perigosa.

- Aquela situação com seus pais está barra pesada.

Bicho-grilo

É usado para definir pessoas que gostam de ficar na natureza, ou hippies

- Ele não vem pra cidade, é um bicho-grilo.

Bidu

É o mesmo que uma pessoa esperta, adivinhona.

- Acertou tudo ein? Bidu!

Careta

Significa uma pessoa conservadora.

- Lá vem aquela sua tia careta.

Chacrinha

É o mesmo que conversa fiada, sem objetivo.

- Chega de chacrinha por hoje.

Chato de galocha

Significa uma pessoa muito chata, insuportável.

- Você é um chato de galocha.

De onde vem a gíria? Essa expressão surgiu por causa das galochas de borracha, que as pessoas colocavam por cima dos sapatos em dias de chuva para não sujá-los. A gíria surgiu em referência às pessoas que entravam na casa dos outros sem tirar essas galochas, sujando tudo no caminho.

Chuchu beleza

É o mesmo que dizer que está tudo certo.

- E aí Paula, chuchu beleza?

Entrar pelo cano

Significa se dar mal.

- O Marcos entrou pelo cano dessa vez.

Grilado

É o mesmo que estar desconfiado de alguma coisa.

- Aquela situação me deixou grilado.

Patota

Uma patota é uma turma de amigos.

- Vou sair com a patota hoje.

Tutu

É uma gíria para dinheiro.

- Tá cheio de tutu hoje ein?

Gírias da década de 80

Gírias dos anos 80

Bode

Ficar de bode é o mesmo que estar de mau humor.

- Nem vem que estou de bode hoje.

Numa nice

Significa ficar de boas, relaxado.

- Está tudo numa nice hoje.

Viajar na maionese

É o mesmo que ficar imaginando coisas absurdas.

- Nossa, você viajou na maionese agora.

De onde vem essa gíria? Existem muitas versões sobre a origem de "viajar na maionese". Alguns dizem que foi por causa de uma viagem prometida por uma fábrica de maionese que nunca aconteceu, já outras pessoas falam que a própria gíria se explica, pois o termo viajar pode ser usado no sentido de delirar, e maionese é algo produzido usando muitas coisas misturadas.

Pentelho

Significa o mesmo que pessoa muito chata, irritante.

- Aquele seu sobrinho é muito pentelho.

Rachar o bico

É o mesmo que rir muito.

- Rachei o bico com aquele filme.

Gírias da década de 90

Gírias dos anos 90

Antenado

Uma pessoa antenada é alguém que está por dentro das coisas, que entende.

- Minha mãe está antenada nas tecnologias.

Arco da velha

Significa algo muito antigo.

- Essa novela aí é do arco da velha.

Azarar

É o mesmo que flertar.

- Vou sair essa noite só pra azaração.

Baranga

Significa "mulher feia".

- Credo, nessa festa só tem baranga.

Bolado

É o mesmo que estar chateado ou bravo.

- Poxa, fiquei bolado com minha namorada hoje.

Chavecar

É o mesmo que paquerar.

- O Mario ficou me chavecando a festa toda.

De lei

Dizer que algo é de lei é o mesmo que falar que acontece sempre do mesmo modo.

- Aquela cervejinha na sexta-feira é de lei.

Descolar

É o mesmo que arranjar alguma coisa.

- Tem como você descolar aquele dinheiro pra mim?

Mauricinho

É como acham um rapaz que está sempre bem arrumado, que é todo certinho.

- Ele não faz meu tipo, é muito mauricinho.

Patricinha

É a versão feminina para mauricinho, usada para meninas ricas e mimadas.

- Aquela sua amiga é muito patricinha.

Pagar mico

É o mesmo que passar vergonha.

- Olha lá a Mariana pagando mico.

De onde vem a gíria? Pagar mico veio de um antigo baralho infantil chamado Jogo do Mico. As cartas deste baralho tem imagens de animais, e você precisa encontrar os pares de macho e fêmea de cada espécie. Acontece que a carta do mico não tem par, então quem termina com ela na mão perde o jogo.

Pindaíba

Estar na pindaíba é o mesmo que estar sem dinheiro, quebrado.

- Esse mês eu estou na pindaíba.

Queimar o filme

Significa estragar a imagem, passar por algo vergonhoso.

- A Maria queimou o filme comigo.

Xilindró

É uma gíria para prisão, cadeia.

- Melhor ficar quietinho ou você vai parar no xilindró.

Zoar

É o mesmo que brincar ou debochar da cara de alguém, fazer bagunça.

- Ta zoando da minha cara, é?

Gírias dos anos 2000

caozeiro - gíria dos anos 2000

Abalar

Significa arrasar, causar boa impressão.

- Essa nova música vai abalar no verão.

Beca

É o mesmo que roupa bonita, arrumada.

- Ta arrasando com essa beca, ein.

De onde veio a gíria? Beca é o nome de um traje acadêmico usado em formaturas e também são roupas usadas por juízes. Então estar usando uma “beca” quer dizer que você está usando algo especial.

Bombado

É um lugar com muita gente, animado.

- Pode vir que a festa ta bombada demais.

Busão

Uma gíria para ônibus.

- Corre senão a gente vai perder esse busão.

Caôzeiro

É como é chamada uma pessoa mentirosa.

- Ih, aquele seu amigo lá é mó caôzeiro.

Passar o rodo

É o mesmo que ficar com muita gente.

- João passou o rodo na balada ontem.

Tá dominado

Significa o mesmo que fizer que está tudo sob controle.

- Fica tranquila com o trabalho, já tá dominado.

Tá ligado?

É o mesmo que "entendeu?".

- Eu não vou mais ficar te esperando não, tá ligado?

X9

É o mesmo que dedo duro ou informante.

- Não dá pra confiar no Lucas, ele é mó X9.

De onde surgiu a gíria? X9 veio do nome de um dos pavilhões do extinto presídio do Carandiru, em São Paulo. O Pavilhão X9 era onde ficavam os presos que recebiam delação premiada, por serem informantes da polícia.

Veja também: