Gírias Cearenses


Thaís Stein
Thaís Stein
Bacharel em Publicidade e Propaganda

Além de ser um estado lindo de natureza, o Ceará chama a atenção por causa de seu povo e sotaque.

Suas expressões regionais fazem com que seu vocabulário seja único e divertido, mas algumas pessoas podem ficar na dúvida sobre o significado de algumas gírias.

Confira então o nosso Dicionário Cearense, para conhecer melhor as gírias e expressões usadas por lá.

1. Abirobado

Abirobado é o mesmo que uma pessoa boba, tola, sem juízo. A gíria vem de biroba, que é como os cearenses chamam as éguas.

Deixa de ser abirobado.

2. Afolozado

É o mesmo que frouxo, alargado ou estragado.

Minha blusa ta toda afolozada de tão velha.

3. Ai dento

Pode ser usada do mesmo modo que o “sai fora” ou “vai se danar”. Essa gíria também é usada em diversos outros estados do Nordeste.

Ir naquela palestra chata? Ai dento, nem pensar.

4. Arengar

É o mesmo que brigar, arrumar confusão. Uma pessoa que briga muito é chamada de arengueira.

Seu filho ficou arrumando arenga na escola hoje.

5. Arriégua

Arriégua não tem um significado próprio, mas pode ser usado nos mais diversos contextos, para dar ênfase para sua frase. É como se fosse o “oxe” dos baianos ou o “uai” mineiro.

Arriégua, o que é isso no seu cabelo?

Arriégua, ainda bem que você veio.

6. Arrudeia

Arrudiar é o mesmo que dar a volta por algo, fazer o contorno. Também pode ser usado para mandar alguém embora.

Tá difícil passar por aí, arrudeia.

7. Baitola

Gíria para se referir à pessoas homossexuais, geralmente usada de modo perojativo.

A gíria surgiu por causa de um engenheiro inglês que trabalhou na construção da primeira estrada de ferro do Ceará, e este era gay.

Quando ele ia se referir ao espaço entre os trilhos, que chamamos de bitola, ele falava baitola. Por causa disso, as pessoas começaram a chamá-lo de baitola, e com os anos a palavra se tornou uma gíria para se referir à homossexuais em geral.

Aquele menino é um baitola.

8. Baixa da égua

Baixa da égua é um termo é usado quando a pessoa está nervosa e quer mandar a outra para longe. Mandar alguém para a baixa da égua seria o mesmo que mandá-la à merda ou ao inferno.

Vai pra baixa da égua, menino chato.

9. Bonequeira

No Ceará, “botar boneco” é o mesmo que perturbar os outros, então bonequeiro é como eles chamam uma pessoa chata, teimosa.

Se for só para botar boneco melhor ficar em casa.

10. Curubau

É uma gíria usada para falar de pessoas feias, sem classe. A gíria vem da palavra curuba, que significa "sarna".

A minha sala esse ano é só curubau.

11. Diabeisso

É o modo que os cearenses dizem “que diabo é isso?”, sendo usado para demonstrar estranhamento ou dúvida.

Diabeisso que você fez no seu cabelo?

12. Estrambólica

É o mesmo que uma coisa estranha, esquisita ou extravagante.

Que maquiagem estrambólica é essa?

13. Estribada

Estribada é uma pessoa poderosa, rica, que tem muito dinheiro.

Caiu meu pagamento e to toda estribada hoje.

14. Fumando numa quenga

Significa que a pessoa nervosa, com muita raiva.

Meu chefe chegou fumando numa quenga hoje.

15. Gato véi

É chamado de gato véi aquela pessoa feia, sem estilo ou mal vestida.

Menina, acho que aquele gato véi tá dando em cima de você.

16. Mah

É uma abreviação da palavra “macho”. É usado para chamar as pessoas, assim como o “mano”, “irmão” ou “brother”.

Mah, aparece lá em casa hoje que vou fazer bolo.

17. Mangar

É o mesmo que zoar com alguém. Essa gíria é usada em quase todos os estados do nordeste.

Ô menino, para de mangar com o filho do vizinho.

18. Pariceira

Significa o mesmo que amigo, parceiro. Geralmente é usado pelos pais, ao falar com os filhos que eles não devem ser tratados do mesmo modo como seus amigos.

Fala direito comigo que não sou sua pariceira.

19. Pebado

Estar pebado é o mesmo que dizer que está lascado, que se ferrou em alguma situação. Já a gíria peba pode ser usada para falar de coisas mal feitas, ruins.

Se minha mãe me pegar eu to pebado.

Esse seu trabalho aqui está uma peba.

20. Pêia

É o mesmo que soco, murro, porrada.

Se aparecer aqui de novo eu te dou uma pêia.

21. Queima quengaral

É uma expressão usada quando se vê alguma confusão acontecendo. É uma espécie de incentivo à briga.

Olha lá as duas mulheres discutindo. Queeeima quengaral!

Leia mais sobre a expressão Queima Quengaral.

22. Rebolar no mato

É o mesmo que jogar fora, jogar algo no lixo.

Está na hora dessa sua blusa rebolar no mato, tá muito velha.

23. Sibito baleado

É o mesmo que uma pessoa muito magra, ou que tem as pernas finas. A gíria é uma referência à um pequeno pássaro do Nordeste, chamado popularmente de Sibite.

Essa menina não come não? Parece um sibito baleado.

24. Só o buraco e a catinga

Estar “só o buraco e a catinga” é o mesmo que estar acabado, destruído.

Fui pra festa ontem e hoje acordei só o buraco e a catinga.

25. Valha

É uma outra expressão muito usada para representar espanto, surpresa ou mesmo admiração. Funciona do mesmo modo que “nossa” ou “vixe”.

Valha, mas precisava desta ignorância toda?

Agora que você conheceu essas gírias cearenses, veja também:

Thaís Stein
Thaís Stein
Formada em Publicidade e Propaganda pela Universidade Federal do Espirito Santo (UFES).