13 melhores brincadeiras para jovens


Taysa Coelho
Taysa Coelho
Jornalista

Encontrar brincadeiras que os jovens gostem pode não ser uma tarefa muito fácil. Escolher os jogos certos pode fazer a diferença em uma festa ou social. Seja para quebrar o gelo ou garantir a diversão do grupo.

Para ajudar, reunimos as melhores brincadeiras para adolescentes e jovens adultos que podem ser feitas em praticamente qualquer lugar. A alegria é garantida!

1. Quem sou eu?

Mulher loira sorri com post-it colado na testa

Essa brincadeira é ótima para testar os conhecimentos gerais dos participantes! Pegue papel adesivo (post-it, por exemplo), caneta e distribua para todos.

Os jogadores terão que pensar em uma pessoa famosa e escrever o nome no papel, sem que os outros vejam. Vale ser cantor, ator, atleta, artista plástico, personagem de filme, série ou desenho animado. O importante é que seja conhecido.

Em seguida, deverão colar o papel com o nome na testa de quem está à sua esquerda. O objetivo é adivinhar a personalidade que está em sua testa fazendo perguntas que só possam ser respondidas com Sim ou Não.

Por exemplo:

  • “Eu sou mulher?”
  • “Eu sou jogador de basquete?”
  • “Eu tenho cabelos cacheados?”

Se acertar, terá direito a mais perguntas. Mas, se errar, a vez de perguntar passa para a pessoa ao lado.

O jogo termina quando todos os participantes descobrirem suas "identidades secretas".

2. Duas verdade e uma mentira

O jogo que dominou as redes sociais também pode ser jogado em casa. O primeiro passo é estabelecer a ordem de quem vai falar e dar um tempo para que todos pensem nas histórias que vão contar.

Duas histórias precisam ter acontecido e uma deve ser inventada (ou ter ocorrido com outra pessoa e não com você). Um por um, os participantes deverão contar as histórias. Ao final de cada rodada, seus amigos terão que acertar qual delas é a mentira.

Quem adivinhar, ganha um ponto e se alguém conseguir enganar a todos, acumula cinco pontos. O vencedor será aquele que, no final, tiver a maior pontuação.

3. Mímica

MUlher de blusa mostarda faz gestos com as mãos

Mímica é um clássico que nunca sai de moda. Para jogar, os participantes devem ser divididos em duas equipes e entrar em um acordo sobre um tema para as mímicas, como filmes, animais, personagens, etc.

Em seguida, o participante de uma equipe deverá representar, apenas com gestos, a palavra ou frase ditada pelo time adversário. Se dentro de um minuto seu grupo não acertar, será ponto para os adversários.

A cada rodada, os times precisam revezar entre quem deve acertar e quem diz a palavra.

As regras são claras: não é permitido falar ou escrever (mesmo no ar), apenas fazer gestos. Ganha a equipe que acertar mais vezes.

4. Detetive

Detetive é uma brincadeira que diverte pessoas de qualquer idade. Escreva em um pedaço de papel a letra V, de vítima, a quantidade vezes igual ao número de participantes menos 1. Por exemplo, se forem 10 pessoas, terá que escrever 9 V.

Escreva também uma letra A (de assassino), mas, se houver muitos jogadores, pode haver dois assassinos. Em seguida, recorte todas as letras, dobre e sorteie entre todos.

Ao começar o jogo, todos devem olhar nos olhos uns dos outros. Para "matar", o detetive precisa dar uma piscada. A pessoa morta deverá dizer "morri" (ou encenar uma morte, para ficar mais engraçado).

A cada "assassinato", os participantes deverão discutir entre si quem acreditam ser o assassino e acusar alguém. Se acertarem, ganham o jogo. Mas, se o assassino conseguir matar um a uma, ele será o vencedor.

5. CS Composto

Grupo de jovens na natureza sentadas e rindo

CS Composto é daquelas brincadeiras simples, mas que geram muitas risadas. Os participantes devem se sentar em roda e alguém começa dizendo uma palavra. A pessoa ao lado terá que falar outra, que tenha relação com o que foi dito imediatamente antes.

Mas atenção à regra: não é permitido falar palavras que comecem com C ou S, nem palavras compostas. Quem não cumprir, deixará a rodada.

Por exemplo, se a primeira pessoa dizer Música, a seguinte precisa dizer algo relacionado, como partitura ou melodia. Se alguém disser, canção, som ou nota musical (palavra composta), será eliminado.

6. UNO

Cartas do UNO em um fundo preto

UNO é um jogo de cartas divertido que faz o tempo passar voando! Na brincadeira, que pode ter de 2 a 10 participantes, o objetivo é ser o primeiro a ficar sem cartas na mão.

Cada participante receberá 7 cartas. Aquelas que sobrarem, devem ser deixadas em um bolo sobre a mesa com a face para baixo. Para começar, alguém deve tirar a carta do monte e virar para cima no centro da mesa.

Só é permitido jogar uma carta de mesmo valor ou cor que aquela que está sobre a mesa. Por exemplo, se sair um 3 verde, poderá colocar um 3 de qualquer cor ou uma carta verde de qualquer valor.

Para tornar tudo mais emocionante, há uma série de cartas de ação. Elas permitem pular o jogador seguinte, inverter a direção da rodada, mudar a cor sobre a mesa e fazer o amiguinho comprar cartas do bolo.

7. Stop (ou Adedonha/Adedanha)

Planilha de stop/adedanha desenhada em uma folah de papel branco e laranja
Reprodução/Criando com Apego

Para jogar Stop, é necessário ter uma folha de papel e uma caneta para cada participante. Nessa brincadeira, é sorteada uma letra e os jogadores devem pensar em palavras que comecem com ela.

Antes de começar, é preciso definir as categorias. Como, por exemplo, Nome, CEP (Cidade, Estado ou País), Animal, MSE (Minha sogra é), Marca, VIP (famosos), Programa de TV/Série, etc.

Após sortear a letra, todos precisam preencher as categorias o mais rápido possível. Quem conseguir responder tudo primeiro, deve gritar Stop! e os demais jogadores devem parar de escrever.

Cada resposta certa vale 10 pontos. Se mais de uma pessoa der a mesma resposta, ganham 5 pontos cada. Ao final da rodada os devem somar os pontos feitos. Quando o jogo terminar, ganha aquele eu tiver feito mais pontos na somatória das rodadas.

8. Verdade ou Consequência

Verdade ou Consequência é mais um clássico das festas que diverte pessoas de várias idades. Para jogar, é preciso ter apenas uma garrafa (de preferência de plástico, para não arriscar quebrar) e que os participantes sentem em roda no chão.

Uma pessoa será a responsável por rodar a garrafa. Quem estiver na direção do fundo da garrafa deverá perguntar para quem ficou na linha da boca: Verdade ou consequência?

Se a resposta for Verdade, a outra deverá perguntar algo que só poderá ser respondido com Sim ou Não. Por exemplo: "É verdade que você tem medo de barata?".

Mas, se disser Consequência, terá que fazer com que pague uma prenda. Pode ser uma dança engraçada, colocar o pé na cabeça, chupar pedras de gelo ou o que a criatividade permitir!

9. Adivinhe o que é!

Mão com unahs amarelas toca em espuma branca sobre mesa azul

Para brincar, separe seus amigos em duas equipes e providencie, pelo menos, duas vendas para os olhos. Dê um tempo para que os dois grupos busquem por itens com texturas e consistências diferentes, de preferência, que deem certa agonia ao tato. Não é permitido deixar que os adversários vejam o que foi escolhido.

Quando tudo estiver separado, vendem uma pessoa do grupo adversário e, sem enxergar, ela terá que tentar descobrir o que está tocando. Se, dentro de 10 segundos acertar, será ponto para a equipe dela. Mas, se errar, o seu time pontua.

O ideal é que haja elementos para que todos possam participar e adivinhar. Se quiserem aumentar o nível de dificuldade, podem usar luvas de cozinha para segurar os objetos ou buscar acertá-los usando os pés.

10. Responda com perguntas

Para ganhar esse jogo, é preciso ter pensamento rápido e criatividade. A brincadeira deve ter três participantes: dois para conversarem entre eles e um para sugerir os temas.

Um dos jogadores deve dizer uma situação sobre a qual será a conversa. Por exemplo: "um de vocês perdeu o chinelo na praia" ou "você entrou no táxi e percebeu que está sem dinheiro".

Os outros dois devem começar um diálogo encenando o tema sugerido. Com uma condição: só podem fazer perguntas.

Pessoa 1: - Você viu meu chinelo?
Pessoa 2: - Você perdeu seu chinelo?
Pessoa 1: - Você viu ou não viu?
Pessoa 2: - Qual é a cor dele?
Pessoa 1: - Você não lembra?
Pessoa 2: - Era laranja?
(...)

O primeiro que não conseguir responder com uma pergunta, perde e uma nova rodada, como um novo tema, deve ser iniciada. Se preferirem, os participantes podem rodar os papéis para que todos possam participar.

11. Maquiagem às cegas

Menina com sardas e cabelo cacheado com as sobrancelhas pintadas de roxo e bochechas marcadas de blush

Aqui, não garantimos uma make bonita, mas as gargalhadas são por nossa conta. Divida seus amigos em equipes de duas pessoas e selecione três para serem os juízes. Separe itens de maquiagem e permita que todos os visualizem.

Em seguida, vende os olhos do membro da dupla que será o maquiador. Ele terá cinco minutos para maquiar o(a) parceiro(a) de equipe. Quando o cronômetro parar, os jurados devem decidir qual foi o melhor (ou pior!) resultado.

12. Twister

Homem e mulher brincam de Twister e mulher, de pé, gira a roleta

Twister é um jogo para todas as idades que exige, basicamente, equilíbrio e flexibilidade. Ele consiste, basicamente, de um tapete com círculos de quatro cores e suporta até quatro jogadores.

Alguém será um juiz, responsável por girar a roleta que indica as posições onde os participantes devem colocar as mãos e os pés. Por exemplo, se girar e sair mão direita no círculo azul, todos devem fazer isso. A cada rodada, o responsável rodará a roleta e as pessoas devem continuar seguindo as instruções.

Em algum momento, os jogadores ficarão em poses complicadas e difíceis de segurar por muito tempo. Quem cair, deve sair. O último a resistir, vence!

Apesar de o Twister ser um jogo vendido, é possível fazer a sua própria versão da brincadeira. Para fazer seu próprio tapete, cole pratos de papel coloridos com fita adesiva no chão.

Se não tiver roleta, separe os nomes das partes do corpo e os das cores em dois sacos diferentes e sorteie um de cada para descobrir a posição. Se no saco das cores sai vermelho e no da posição sai pé esquerdo, todos terão que seguir a orientação.

13. Múmia

Cachorro da raça bulldog inglês em cima de um sofá cinza enrolado em papel higiênico

Múmia requer basicamente agilidade, resistência para não ficar tonto e muitos rolos de papel higiênico. Separe seus amigos em duplas e deixe uma pessoa como juíza, que será a responsável por cronometrar o tempo.

Assim que o juiz disser "Já!", alguém da equipe deverá usar o papel higiênico para enrolar a sua dupla o máximo possível dentro do tempo estipulado. Quando o tempo acabar, todos devem parar o que estão fazendo.

Vence a dupla que tiver a múmia mais completa, ou seja, com mais papel enrolado dos pés à cabeça.

Veja também:

Taysa Coelho
Taysa Coelho
Movida pela curiosidade, adora conhecer coisas novas e acredita que, por isso, se tornou jornalista. No tempo livre, gosta de ir à praia, ler, ver filmes e maratonar séries. Carioca formada pela UFRJ, atualmente vive em Portugal, país que adotou.