157


Thaís Stein
Escrito por Thaís Stein
Bacharel em Publicidade e Propaganda

157 é uma gíria brasileira usada para dizer que uma pessoa é ladra, que foi presa por assalto à mão armada. Ela também é comumente utilizada entre os próprios criminosos, para falar de modo mais discreto sobre a ação de assaltar alguém.

Em alguns contextos, chamar alguém de 157 quer dizer que ele seja malandro, malicioso, mas sem relacionar diretamente à roubo.

Por exemplo:

Jorge sempre se meteu em confusão, já sabia que ia virar 157.

Melhor não chamar ela, ouvi falar que é mó 157.

De onde veio a gíria 157?

Esta gíria tem como referência o Artigo 157 do Código Penal Brasileiro, que descreve o crime de assalto mediante ameaça ou violência.

Art. 157 - Subtrair coisa móvel alheia, para si ou para outrem, mediante grave ameaça ou violência a pessoa, ou depois de havê-la, por qualquer meio, reduzido à impossibilidade de resistência.

Por causa do número deste Artigo, passou a ser chamado de 157 o individuo que foi preso por roubo à mão armada, ou que seja considerado como bandido, criminoso.

Já a popularidade dessa gíria é atribuída à música “Eu sou 157”, do grupo de rap brasileiro Racionais Mc’s.

Veja também:

Atualizado em
Thaís Stein
Escrito por Thaís Stein
Formada em Publicidade e Propaganda pela Universidade Federal do Espirito Santo (UFES).