Dar uma de João-sem-braço


Dar uma de João-sem-braço é uma expressão popular usada para se referir ao indivíduo que é preguiçoso, que se faz de desentendido para não ter que cumprir uma obrigação. 

Em suma, um João-sem-braço é o indivíduo que finge não entender o que está acontecendo para tirar vantagem de uma situação ou para garantir o seu bem próprio.

Pediram pra ele fazer um serviço, mas ele deu uma de joão-sem-braço, fingiu que não tinha escutado.

E, quanto à ruptura do contrato, a Petrobras não pode dar uma de joão-sem-braço, como vem fazendo ao dizer que não existe contrato.

Origem da expressão João-sem-braço

De acordo com o Almanaque Brasil, a suposta origem da expressão João-sem-braço para designar pessoas preguiçosas e que fogem de suas responsabilidades remonta à acontecimentos históricos, principalmente quando os países enfrentavam constantes guerras.

Em Portugal, por exemplo, os mutilados e feridos eram dispensados de trabalhar ou de combater nas batalhas, devido a condição em que se encontravam. Por este motivo, muitos homens sadios faziam de conta que também não tinham seus membros e, assim, escapavam das suas obrigações para com o país.

Com o tempo, a expressão que antes eram interpretada literalmente passou a ser considerada uma metáfora, se referindo às pessoas que se fazem de dissimuladas para evitar cumprir tarefas, por exemplo.