60 trava-línguas fáceis e divertidos para crianças


Os trava-línguas são frases construídas com jogos de palavras e fazem parte da cultura popular. As sílabas têm sons muito parecidos, por isso é preciso muita concentração para falar um trava-língua com clareza e rapidez.

Veja alguns divertidos ou desafiadores:

1. Sabia que a mãe do sabiá sabia que sabiá sabia assobiar?

2. Um limão, dois limões, meio limão.

3. É muito socó para um socó só coçar.

4. Nunca vi um doce tão doce como este doce de batata-doce.

5. Chega de cheiro de cera suja.

6. Fala, arara loura. A arara loura falará.

7. O Papa papa o papo do pato.

8. O peito do pé do pai do padre Pedro é preto.

9. O seu Veiga come aveia e pão com manteiga.

10. Farofa feita com muita farinha fofa faz uma fofoca feia.

11. Norma nina o nenê da Neuza.

12. A chave do chefe Chaves está no chaveiro.

13. É preto o prato do pato preto.

14. O brinco da Bruna brilha.

15. A faca afiada ficava no fundo do fogão.

16. Bagre branco, branco bagre.

17. Um tigre, dois tigres, três tigres.

18. Três tristes tigres trigo comiam.

19. Lanço o laço no salão. O lenço, lanço. A lança, não.

20. Atrás da pia tem um prato, um pinto e um gato.

21. O padre pouca capa tem, pouca capa compra.

22. Rosa vai dizer à Rita que o rato roeu a roupa da rainha.

23. Chuva e sol, casamento de espanhol.

24. Sol e chuva, casamento de viúva.

25. Quem cochicha, o rabo espicha. Quem escuta, o rabo encurta. Quem reclama o rabo inflama.

26. Quem vai ao ar, perde o lugar. Quem vai ao vento, perde o acento.

27. Teto sujo, chão sujo.

28. Luzia lustra os lustres listrados.

29. O rato roeu a roupa do rei de Roma.

30. Bote a bota no bode e tira o pote do bode.

31. Amo a ama, mas a ama ama o amo.

32. Quando a pia pinga o pinto pia.

33. Nina nana o nenê nos ananases.

34. Tatá tatuou o tatu.

35. A moça amassou a mousse e o moço amassou a massa.

36. O melão melou a mala, a mala melou a mula e a mula melou a mola.

37. Dorme o gato, corre o rato e foge o pato.

38. Chuchu roxo em tacho sujo.

39. Gato escondido com rabo de fora, está mais escondido que rabo escondido com gato de fora.

40. Pisei na pedrinha, a pedrinha rolou. Pisquei para o mocinho, o mocinho gostou. Contei para a mamãe, ela não se importou. Contei para o papai, a chinela cantou.

41. Olhe o sapo no saco. O saco com o sapo dentro. O sapo batendo papo e papo soltando vento.

42. Três pratos de trigo para três tigres tristes.

43. Não sei se é fato ou se é fita. Não sei se é fita ou é fato. O fato é que ela me fita. Me fita mesmo de fato.

44. Troco o trinco. Traz o troco. Troca o troco. Traz o trinco.

45. A vaca malhada foi molhada por outra vaca molhada e malhada.

46. Quico quer caqui. Que caqui que o Quico quer? O Quico quer qualquer caqui.

47. Um papo de pato num prato prata.

48. A Ana banana tão bacana namora e gama toda semana. A semana que a Ana não gama vira um drama.

49. Porque aquela serra acima, vai um velho seco e peco. - Ô seu velho seco e preto, este cepo seco é seu?

50. Galinha que cisca muito borra tudo e quebra o caco.

51. A sombra da amoreira, Dora namora. No ramo da goiabeira, a cigarra mora.

52. No alto da torre, sonha Carolina. Debaixo da parreira, brinca maneira.

53. Palavra se lavra, no livro que livra do analfabetismo.

54. Cá há eco? - Cá eco há. - Que eco é que há cá? - Cá há o eco que aqui há.

55. Cinco bicas, cinco pipas, cinco lombas. Tira da boca da bica, bota na boca da bomba.

56. Em rápido rapto, um rápido tato raptou três ratos.

58. Para ouvir o tique taque, tique taque, tique taque, depois que um tique toca é que se toca um taque.

Veja também: