60 trava-línguas muito fáceis de falar


Stella Sousa
Stella Sousa
Bacharel em Comunicação Social

Os trava-línguas são frases construídas com jogos de palavras e fazem parte da cultura popular. As sílabas têm sons muito parecidos, por isso é preciso muita concentração para falar um trava-língua com clareza e rapidez.

Pode ser divertido ou desafiador tentar falar alguns deles! Que tal começar por trava-línguas fáceis?

  1. Fala, arara loura. A arara loura falará;
  2. O Papa papa o papo do pato;
  3. O peito do pé do pai do padre Pedro é preto;
  4. O seu Veiga come aveia e pão com manteiga;
  5. Farofa feita com muita farinha fofa faz uma fofoca feia;
  6. Norma nina o nenê da Neuza;
  7. A chave do chefe Chaves está no chaveiro;
  8. Sabia que a mãe do sabiá sabia que sabiá sabia assobiar?;
  9. Um limão, dois limões, meio limão;
  10. É muito socó para um socó só coçar;
  11. Nunca vi um doce tão doce como este doce de batata-doce;
  12. Chega de cheiro de cera suja;
  13. É preto o prato do pato preto;
  14. O brinco da Bruna brilha;
  15. A faca afiada ficava no fundo do fogão;
  16. Bagre branco, branco bagre;
  17. Um tigre, dois tigres, três tigres;
  18. Três tristes tigres trigo comiam;
  19. Lanço o laço no salão. O lenço, lanço. A lança, não;
  20. Atrás da pia tem um prato, um pinto e um gato;
  21. O padre pouca capa tem, pouca capa compra;
  22. Rosa vai dizer à Rita que o rato roeu a roupa da rainha;
  23. Chuva e sol, casamento de espanhol;
  24. Sol e chuva, casamento de viúva;
  25. Quem cochicha, o rabo espicha. Quem escuta, o rabo encurta. Quem reclama o rabo inflama;
  26. Quem vai ao ar, perde o lugar. Quem vai ao vento, perde o acento;
  27. Teto sujo, chão sujo;
  28. Luzia lustra os lustres listrados;
  29. O rato roeu a roupa do rei de Roma;
  30. Bote a bota no bode e tira o pote do bode;
  31. Amo a ama, mas a ama ama o amo;
  32. Quando a pia pinga o pinto pia;
  33. Nina nana o nenê nos ananases;
  34. Tatá tatuou o tatu;
  35. A moça amassou a mousse e o moço amassou a massa;
  36. O melão melou a mala, a mala melou a mula e a mula melou a mola;
  37. Dorme o gato, corre o rato e foge o pato;
  38. Chuchu roxo em tacho sujo;
  39. Gato escondido com rabo de fora, está mais escondido que rabo escondido com gato de fora;
  40. Pisei na pedrinha, a pedrinha rolou. Pisquei para o mocinho, o mocinho gostou. Contei para a mamãe, ela não se importou. Contei para o papai, a chinela cantou;
  41. Olhe o sapo no saco. O saco com o sapo dentro. O sapo batendo papo e papo soltando vento;
  42. Três pratos de trigo para três tigres tristes;
  43. Não sei se é fato ou se é fita. Não sei se é fita ou é fato. O fato é que ela me fita. Me fita mesmo de fato;
  44. Troco o trinco. Traz o troco. Troca o troco. Traz o trinco;
  45. A vaca malhada foi molhada por outra vaca molhada e malhada;
  46. Chupa cana chupador de cana na cama chupa cana chuta cama cai no chão;
  47. Quico quer caqui. Que caqui que o Quico quer? O Quico quer qualquer caqui;
  48. Um papo de pato num prato prata;
  49. Quando toca a retreta na praça repleta se cala o trombone, se toca trombeta;
  50. Porque aquela serra acima, vai um velho seco e peco. - Ô seu velho seco e preto, este cepo seco é seu?;
  51. O pinto perto da pia, tanto mais a pia pinga, mais o pinto pia. A pia pinga, o pinto pia, pia pinto. O pinto perto da pia, a pia perto do pinto;
  52. Galinha que cisca muito borra tudo e quebra o caco;
  53. A sombra da amoreira, Dora namora. No ramo da goiabeira, a cigarra mora;
  54. No alto da torre, sonha Carolina. Debaixo da parreira, brinca maneira;
  55. Palavra se lavra, no livro que livra do analfabetismo;
  56. Cá há eco? - Cá eco há. - Que eco é que há cá? - Cá há o eco que aqui há;
  57. Cinco bicas, cinco pipas, cinco lombas. Tira da boca da bica, bota na boca da bomba;
  58. Em rápido rapto, um rápido tato raptou três ratos;
  59. A Ana banana tão bacana namora e gama toda semana. A semana que a Ana não gama vira um drama;
  60. Para ouvir o tique taque, tique taque, tique taque, depois que um tique toca é que se toca um taque.

Veja também:

Stella Sousa
Stella Sousa
Formada em Comunicação Social pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro e produtora de conteúdo digital desde 2014.